quinta-feira, 3 de novembro de 2011

“... pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.” Você colhe o que planta.

A palavra de Deus é bem clara na carta do Apóstolo Paulo à Gálatas, capitulo 6, versículo 7, ... pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará.”.

Não é de hoje que presenciamos algumas situações do cotidiano que nos parecem real, digo isso porque tem muitos casos que não passam de mera imaginação de seus criadores.
Parece ser uma pouco confuso, porém é necessário entende quais são os objetivos de tanta imaginação perversa.

Para muitos o conflito existente em suas vidas são conseqüenciais da falta de sensibilidade alheia, o que não é. Tem muita gente culpando os outros por conta das suas próprias atitudes. Pobres infelizes, a colheita de hoje é fruto conseqüente de seus erros e decisões. Quando dão por si a lambança está feita, envolveram em um emaranhado de podridão pessoas inocentes, pessoas do bem.

Uma coisa é certa, quando se erra intencionalmente as conseqüências são inevitáveis e pagamos sozinhos pelo nossos atos, mas quando somos levados ao erro, pode ter certeza que não pagaremos sozinhos. O problemas é que a vida nos faz pagar, mais cedo ou mais tarde, aqui ou em qualquer lugar que seja, esta divida geralmente é paga com dor e sofrimento.  Por isso semeie o bem, cultive felicidade, regue com honestidade e colherá amor. Agora você entende por que tem tanta gente infeliz e mal amada?

Nenhum comentário:

Postar um comentário